Qual a diferença entre ter uma franquia imobiliária e uma marca própria?

Qual a diferença entre ter uma franquia imobiliária e uma marca própria?

Com o reaquecimento da economia, muitos empresários pensam em expandir suas imobiliárias, e neste momento surge uma dúvida: é melhor ter uma franquia imobiliária ou uma marca própria?

Podemos ser simplistas e falar que a franquia faz mais sentido, principalmente quando olhamos o número do IBGE. Segundo a instituição, 60% das empresas fecham as portas após cinco anos de atividade contra apenas 5% das franquias.

No entanto, vamos além e mostrar quais são as diferenças entre ter uma franquia imobiliária e uma marca própria no dia a dia. Confira:

Confiança do mercado

Ninguém compra um imóvel com alguém desconhecido. Até mesmo porque é o tipo de investimento de uma vida toda. Nesse sentido, a negociação imobiliária depende, principalmente, da confiança que o cliente tem em relação ao corretor e à imobiliária. Por isso, trata-se de um processo que costuma ser demorado.

E sabemos que não se conquista a confiança do mercado do dia para a noite. Então, esse processo é muito mais demorado para quem decide abrir a própria marca. Em compensação, uma franquia imobiliária já possui um nome consolidado no mercado, o que afasta a desconfiança inicial dos clientes.

Outro ponto positivo da franquia imobiliária é que o franqueado não precisa ter experiência no setor. Isso porque ele recebe todo o know how da marca que atua há anos no mercado. Isso sem mencionar o suporte em diversas etapas do negócio, desde a escolha do ponto comercial até apoio jurídico.

Limite geográfico de atuação: amplo x reduzido

De modo geral, as pequenas e médias imobiliárias se tornam referências apenas em uma região. Como conhece a maioria dos moradores do bairro, o dono da imobiliária tem facilidade para realizar boa parte das negociações que acontecem na região. No entanto, dificilmente ele negocia imóveis de outras regiões. Enfim, seu limite de atuação é pequeno.

Por outro lado, as franquias imobiliárias não têm limites geográficos de atuação, uma vez que as unidades trabalham em rede. Portanto, é possível uma unidade vender o imóvel captado por outra e vice-versa. Nesse caso, o valor da comissão de venda é dividido entre quem captou e quem negociou com o cliente.

Investimento: compartilhado x integral

Dentro de um mercado extremamente competitivo como é o imobiliário, o atendimento de excelência pode ser decisivo para um cliente escolher uma imobiliária em detrimento a outra. Nesse sentido, não dá mais para abrir mão da capacitação da equipe de corretores de imóveis.

Quem trabalha com uma marca própria deve assumir todo o custo de treinamentos dos colaboradores. Por sua vez, o investimento nas franquias imobiliárias é compartilhado entre todas as unidades. E isso se estende às campanhas de marketing para atrair mais clientes à imobiliária.

Conheça a franquia Leardi

Com 100 anos de tradição no mercado imobiliário, a Leardi é uma referência no setor. Em 2013, a marca iniciou o processo de expansão por meio de franquias e, atualmente, já conta com mais de 50 unidades pelo Brasil. 

Além de trabalhar em rede com um nome forte, quem adquire uma franquia Leardi sai em vantagem de quem tem uma marca própria. Isso porque o franqueado tem acesso às informações de mais de 400 mil imóveis cadastrados no sistema da empresa. Podendo negociar imóveis captados pela rede, é possível uma unidade faturar, em média, 120 mil reais por mês, com uma margem de lucro em 25%.

Outro diferencial da rede Leardi está nos treinamentos fornecidos aos franqueados e corretores de imóveis. Ao todo, são mais de 90 cursos online disponibilizados na Universidade Leardi.

Ficou interessado pela franquia Leardi? Acesse nosso site e confira informações completas sobre o negócio!


Receba Novidades

Cadastre-se e receba as novidades do mercado imobiliário em seu email.

Blog Leardi - Últimas Notícias

Fique por dentro das novidades do mercado imobiliario e de franquias. Oportunidades, dicas, informação.